powered_by.png, 1 kB
INÍCIO seta REFLEXÕES seta IGUALDADE E AMOR
IGUALDADE E AMOR PDF Imprimir e-mail


Lucas 13:18-19  Jesus disse:
Com que é que o Reino de Deus é parecido? Que comparação posso usar? Ele é como uma semente de mostarda que um homem pega e planta na sua horta. A planta cresce e fica uma árvore, e os passarinhos fazem ninhos nos seus ramos. (versão NTLH)

Que parábola linda, não?! O Reino de Deus, o melhor reino que existe e que sempre existirá, é comparado com uma semente de mostarda, um grãozinho pequeno e sem muito valor. Viu como Deus trabalha? Ele pega o que é sem valor e pequeno e transforma em algo poderoso, grande e rico. Eu poderia até falar aqui, especificamente, sobre o Reino de Deus, como muitos outros pregadores fazem sobre esta passagem. Mas, Deus quer mostrar-te uma mensagem diferente, uma mensagem que não é muito perceptível. Então, vamos lá!

Jesus começa a Se perguntar com o que Ele poderia comparar o Reino de Deus. Poderia ser algo grande, poderoso e até rico, mas Jesus foi além. Ele comparou o lugar, onde a Glória e a Majestade de Deus estão, com uma semente sem importância, pequena e normal. Deus é assim, querido! Para Ele, o que é muito se compara ao pouco, e o que é pouco se compara ao muito!

Isso é o melhor em Deus! Ele não difere por poder ou grandeza, para Ele e diante dEle tudo é igual. O rico é igual ao pobre; o doente é igual ao saudável; o dentista é igual ao médico; o empresário é igual ao homen de lixo; etc. Só Deus é o maior e o incomparável. Só Ele merece toda Honra, toda Glória e todo Poder.

Não há diferença para Deus. Ele não ama mais à um do que à outro. Jesus não morreu só para 30% da população mundial, e nem para 50% dela, mas sim para 100% da população que passou, que passa e que passará por aqui, enquanto tudo isso existir. Deus não tem preferidos, o Seu amor é incondicional. Ele está disposto a aceitar e a salvar tanto os católicos, quanto os evangélicos, os espíritas, os budistas, os macumbeiros, os maçons, etc.

Para Deus todos são iguais. Todos precisam de Jesus para serem salvos. A salvação está em Jesus e não na placa da igreja ou da denominação que for. Jesus é o Caminho, a religião é a perdição.

Religião é coisa de homems e do próprio Satanás para nos afundar. É uma coisa criada para que pelos nossos esforços pareça (só parece) que podemos alcançar o perdão e a salvação de Deus. Mas, Jesus é diferente, pois, Ele é o Filho de Deus que nos substituiu perante a morte, e por meio da Sua morte e da Sua ressurreição, nos reconciliou com Deus, trazendo a Graça do Senhor para nós, para que, por meio, de um favor imerecido, fôssemos salvos e libertos da escuridão.

Para Deus não existe nada de “grande” ou “pequeno”, pois Ele enviou o maior de todos, Jesus, para morrer para os mais miseráveis, fracos e pequenos, os homens. Então, também não julgue mais porque o que para o homem “é” para Deus pode “não ser”, e o que para o homem “não é” para Deus pode “ser”.

Se Deus (Jesus, o Filho) Se humilhou e tomou a posição de servo, sendo Ele antes o único Senhor, então em que é que nos poderemos engrandecer? Será que a riqueza, a fama e o status podem-nos fazer maiores ou menores que outra pessoa? Será o tamanho, então? Ou a beleza? As habilidades podem também? Nada nos pode fazer maiores ou menores que o outro. Porque por mais que tenhamos (ou não) “isso” ou “aquilo”, diante de Deus todos somos iguais!

Devemos pensar então: “Se não há diferença para Deus porque eu vou desclassificar este ou aquele?” Vamos olhar mais os outros com olhos de amor, com o Amor de Deus!

O Amor que não julga, que não rebaixa (nem engrandece), que não leva em conta o que próximo tem, mas sim o que ele precisa. O Amor que ajuda. O Amor que atrai. O Amor que não separa ninguém por raça, cor, status ou religião.
O Amor que rompe barreiras, que quebranta os corações, que amolece a alma e que alegra o espírito e a Deus.

Com esse Amor incomparável foi que Deus enviou o Seu Filho para se sacrificar por mim e por ti. Para nos dar uma vida eterna com o Senhor e fazer de nós, filhos de Deus também, partes da família do Pai.

Que Deus nos abençoe muito! E esqueçamos as diferenças, pois amemos o nosso próximo como a nós mesmos!

Glórias sejam dadas à Deus Pai, Filho e Espírito Santo para todo sempre! Amém!


JLO via Lucas B. Gusmão
 
© 2007 Igreja Evangélica em Algeriz