powered_by.png, 1 kB
INÍCIO seta MENSAGENS seta O PECADO
O PECADO PDF Imprimir e-mail

Romanos 5:12
Gostaria de falar de uma coisa para muitos desagradável, para outros ignorada e para muitos outros, segundo eles, nem sequer existe. Quero falar-vos acerca do pecado.
Fala-se muito sobre doutrinas. Doutrina disto, doutrina daquilo… doutrinas mais importantes ou menos importantes, fundamentais ou menos fundamentais… mas muito pouco ou nada se ouve falar de uma doutrina muito referida na palavra de Deus, que é a doutrina do PECADO.

Esta doutrina é esquecida ou ignorada, porque ela não lisonjeia o homem, muito pelo contrário, ela diz o que o homem é na sua essência e é por isso que nós evitamos falar deste assunto, porque é um assunto que não nos é nada favorável.

Há doutrinas que por vezes nos são difíceis de compreender, mas esta apesar de parecer ser fácil de entender, existe uma condição para que a possamos entender correctamente: Precisamos antes de entender o que é o pecado, compreender aquilo que é a santidade de Deus.

Foi assim que aconteceu com aqueles que já um dia se arrependeram e foram a Jesus, pedindo salvação para a sua alma.

O profeta Isaías é um dos exemplos claros disso mesmo. No cap. 6 do livro de Isaías vemos o profeta relatando a sua visão acerca da glória e santidade de Deus e de como ele durante esta visão, reconheceu  como indigno e pecador ele era.

Isso fica visível nas suas palavras quando ele diz: “ai de mim que vou perecendo, pois sou um homem de lábios impuros e habito no meio de homens de impuros lábios…”

Segundo acabamos de ler em Romanos 5:12 e lemos em muitas outras passagens, todos os homens estão afectados por este mal chamado pecado, quer isso lhes agrade ou não.

Segundo se entende neste v. 12, o homem não é pecador apenas porque peca, mas ele é pecador porque traz o pecado na sua natureza. Como descendente de Adão, o homem herdou uma natureza pecaminosa e ainda que fosse possível ao homem não cometer alguma transgressão, ele seria ainda assim pecador.

A bíblia diz ainda mais acerca do pecador: diz-nos que devido ao pecado o homem se encontra MORTO aos olhos de Deus.

Para muitos isto talvez ofenda a sua auto-estima, pois consideram-se suficientemente bons e moralmente justos para serem considerados como tal.

Mas Deus acerca do homem vai mais longe e diz que ele não só está morto, mas que o pecado o faz abominável e mal cheiroso a seus olhos.

Durante o Seu ministério na terra, o Senhor Jesus ressuscitou 3 pessoas.

Uma delas acabara de morrer há bem pouco. Outra tinha morrido há várias horas, e outra já tinha morrido há 4 dias, estava já sepultado.

Eu pergunto: qual deles estava mais morto?

A resposta é óbvia; todos os 3 estavam igualmente mortos. Isto, apesar de cada um mostrar diferentes graus do efeito da morte e da decomposição dos seus corpos.

As pessoas por vezes acham que embora sendo pecadoras, ainda assim são menos pecadoras que outros e que por isso estão mais perto ou mais habilitadas a serem salvas.

Esta forma de pensar é um tremendo erro e está a levar milhões de pessoas diariamente para o inferno.

Os mortos acabados de morrer ainda mostram um grande brilho nos olhos. Seu corpo ainda está quente e flexível. Olhando para eles diremos que ainda estão vivos, ou dormindo, mas na verdade estão mortos.

Alguém que esteja morto há várias horas já perdeu esse brilho de seus olhos e a cor da sua pele e de um branco lívido, o corpo está frio e rígido. Portanto, mostra já sinais mais claros de morte.

Quem tiver morrido há vários dias mostra todos esses sinais, começando já o seu corpo a decompor-se e a exalar um cheiro desagradável.

No entanto, todos eles se encontram na mesma situação de cadáveres. Nenhum está menos morto pelo facto de mostrar menos sinais do seu estado de morto.

Assim é o pecador. Ele pode pensar que a situação dos outros é pior que a sua, mas Deus diz que o homem é pecador e que por isso está morto e destituído a sua glória.

Na sociedade e no meio religioso as pessoas acham que só os criminosos, os ladrões, violadores, homicidas… é que são os verdadeiros pecadores.

Essa é a maneira como os homens vêem as coisas, mas o que vale é a maneira como Deus diz que são as coisas e como Ele as vê.

Devido a Deus ser 3 vezes santo, Ele vê o pecado de uma mesma maneira, e isso leva-O a ver o Homem como morto, por ser pecador.

Para se tornar pecador, o Homem não precisa matar, roubar, ser um violador ou um pedófilo… Ele antes de cometer qualquer transgressão, já é pecador por natureza.

Depois por meio da prática do pecado, ele vai mostrando um maior ou menor número de sinais do seu estado.  

Mas Deus não se contenta em fazer o diagnóstico do estado do Homem. Ele deseja ardentemente curar o Homem deste seu mal, ressuscitando-o.

Para isso como diz a Bíblia, Ele enviou a este mundo o Senhor Jesus com essa missão de resgatar o Homem dos seus pecados. Essa missão foi realizada na cruz, pois conforme exigia a justiça de Deus era necessário que alguém puro e santo derramasse o seu sangue para que assim houvesse purificação e lavagem de pecados.

Assim, e depois que Jesus derramou o Seu sangue, a Bíblia diz que todo aquele que crê em Jesus é purificado do seu pecado, sendo ressuscitado do seu estado de morte espiritual.

Ou seja, o pecador é feito nova criatura e recebe uma nova natureza onde não há pecado.

Todo aquele que toma esta decisão de crer em Jesus, é visto e considerado por Deus como limpo, com vida, não mais morto.

Esta vida que ele agora possui não é uma vida própria, mas é uma vida que lhe é concedida pela fé em Jesus através da Sua morte e ressurreição.
A partir daí essa pessoa está salva, sendo um filho de Deus.

Essa salvação que Deus oferece ao Homem por Jesus Cristo não é só para alguns que achamos que são menos pecadores, mas ela é oferecida e dada a todos, mesmo aos que achamos ser mais pecadores.

Deus quer salvar a todos, por isso Ele manda àqueles que já foram salvos, que avisem as pessoas do perigo em que se encontram e os convidem a que se convertam e se arrependam, voltando-se para Jesus.

Por vezes as pessoas dizem que os crentes são demasiadamente insistentes em convidar as pessoas a receberem Jesus, que não o deveríamos fazer, muito menos assustando as pessoas com o fogo do inferno. Que devíamos deixar que cada um siga o seu caminho, porque isso é um assunto pessoal de cada um, em que cada um deve fazer a sua escolha sem ser influenciado ou pressionado.

Queria contar-vos uma fábula acerca de um homem que estava caminhando sobre um muro.

De um lado estavam crentes chamando pelo homem dizendo-lhe para passar para o seu lado, pois ali era o lugar onde seria feliz para sempre.

Do outro lado estava Satanás e um grupo de demónios que só olhavam sem dizer nada.
No meio daquele dilema o homem virando-se para Satanás perguntou porque seu grupo não se mostrava tão interessado como os crentes, em que ele fosse para o seu lado?

O diabo então respondeu: “ nós não te chamamos, porque o muro também é meu”

O muro desta fábula fala-nos deste mundo. Muitos acham que perante decisões espirituais se podem abster e ficar neutros. Eles ignoram que basta continuarem como estão que a sua decisão já foi tomada, e que o seu destino já está definido. O homem não precisa fazer nada para se perder.

De que lado te encontras?

Podes achar que não estás de lado nenhum, que por enquanto estás andando em cima do “muro”.

Eu queria lembrar-te que este mundo é de Satanás e que se tu escolheres continuar em viver para este mundo, tu nem precisas inclinar-te declaradamente para o lado de Satanás, pois te encontras já no que é seu.

Aquilo que precisas é de dar ouvidos ao convite que te é feito pelos que já estão do lado de Jesus e sair de cima do muro, porque como diz João na primeira carta 5:19: “ o mundo jaz no Maligno”.

Só dizendo não ao mundo e ao Maligno, tu serás libertado dos teus pecados, para que um dia ao partires deste mundo, possas ter acesso ao lugar onde Jesus está, onde serás bem-aventurado para sempre.

Perante isto alguns dizem que não é justo alguém ser condenado ao inferno por aquilo que Adão fez, porque o que ele fez não é de sua responsabilidade.

Deus é acima de tudo justo e neste caso também o é. Adão foi feito cabeça da raça humana e por isso a sua desobediência teve consequências para a humanidade inteira, e isto é justo porque faz parte da vida humana.

Em muitas outras situações da nossa vida isso também acontece e funciona assim e nós achamos natural. P.ex. se os nossos filhos se comportam mal e causam danos a alguém somos nós os responsáveis, e não dizemos que isso não nos diz respeito.

Existem muitas situações na nossa vida diária em que não estamos directamente envolvidos mas em que somos responsabilizados, ainda que só moralmente, mas somos culpados na parte que nos toca.

O Senhor Jesus, esse sim, foi o ÚNICO que poderia queixar-se, pois para Ele foi uma grande injustiça ter aceite a responsabilidade pelos nossos pecados, quando na verdade Ele nada fez de mal, mas era essa a única forma de sermos salvos.

Adão desobedeceu e permitiu com isso que o pecado passasse a fazer parte da raça humana, por ser ele o seu cabeça.

Pelo contrário, Jesus trouxe-nos a salvação e o perdão do erro de Adão, tendo feito isso por um acto de obediência, oferecendo a Sua vida para nos resgatar do nosso pecado. Por isso o homem só tem um meio para escapar desta herança que Adão lhe deixou.

É ir a Jesus e pedir perdão para o seu pecado, convidando Jesus a entrar no seu coração e ser seu Salvador.
Se tua ainda não o fizes-te, que possas entender que é esta a tua maior necessidade, e o possas fazer hoje mesmo.

Assim seja. Amén.

Carlos A. Oliveira
Março 2010
 
© 2007 Igreja Evangélica em Algeriz