powered_by.png, 1 kB
INÍCIO seta MENSAGENS seta A FILHA DE JAIRO
A FILHA DE JAIRO PDF Imprimir e-mail

Marcos 5:21-42

Queria trazer-vos uma palavra de fé e perseverança. Por vezes certas mensagens não nos dizem nada no momento, mas a palavra de Deus muitas vezes não é para o momento que a ouvimos, porque a palavra de Deus é uma palavra também preventiva, servindo para nos preparar para o dia mau e da prova, como para o dia da alegria ou de festa, em que num ou noutro caso iremos precisar dessa palavra, para sabermos como agir e nos comportarmos.

O texto de Marcos 5:21-42 relata 2 milagres de Jesus, quero porém apenas referir-me ao relato que respeita a Jairo e à cura de sua filha.

21 Tendo Jesus passado de novo no barco para o outro lado, ajuntou-se a ele uma grande multidão; e ele estava à beira do mar.
22 Chegou um dos chefes da sinagoga, chamado Jairo e, logo que viu a Jesus, lançou-se-lhe aos pés.
23 e lhe rogava com instância, dizendo: Minha filhinha está nas últimas; rogo-te que venhas e lhe imponhas as mãos para que sare e viva.
24 Jesus foi com ele, e seguia-o uma grande multidão, que o apertava.
25 Ora, certa mulher, que havia doze anos padecia de uma hemorragia,
26 e que tinha sofrido bastante às mãos de muitos médicos, e despendido tudo quanto possuía sem nada aproveitar, antes indo a pior,
27 tendo ouvido falar a respeito de Jesus, veio por detrás, entre a multidão, e tocou-lhe o manto;
28 porque dizia: Se tão-somente tocar-lhe as vestes, ficaria curada.
29 E imediatamente cessou a sua hemorragia; e sentiu no corpo estar já curada do seu mal.
30 E logo Jesus, percebendo em si mesmo que saíra dele poder, virou-se no meio da multidão e perguntou: Quem me tocou as vestes?
31 Responderam-lhe os seus discípulos: Vês que a multidão te aperta, e perguntas: Quem me tocou?
32 Mas ele olhava em redor para ver a que isto fizera.
33 Então a mulher, atemorizada e trêmula, cônscia do que nela se havia operado, veio e prostrou-se diante dele, e declarou-lhe toda a verdade.
34 Disse-lhe ele: Filha, a tua fé te salvou; vai-te em paz, e fica livre desse teu mal.
35 Enquanto ele ainda falava, chegaram pessoas da casa do chefe da sinagoga, a quem disseram: A tua filha já morreu; por que ainda incomodas o Mestre?
36 O que percebendo Jesus, disse ao chefe da sinagoga: Não temas, crê somente.
37 E não permitiu que ninguém o acompanhasse, senão Pedro, Tiago, e João, irmão de Tiago.
38 Quando chegaram a casa do chefe da sinagoga, viu Jesus um alvoroço, e os que choravam e faziam grande pranto.
39 E, entrando, disse-lhes: Por que fazeis alvoroço e chorais? a menina não morreu, mas dorme.
40 E riam-se dele; porém ele, tendo feito sair a todos, tomou consigo o pai e a mãe da menina, e os que com ele vieram, e entrou onde a menina estava.
41 E, tomando a mão da menina, disse-lhe: Talita cumi, que, traduzido, é: Menina, a ti te digo, levanta-te.
42 Imediatamente a menina se levantou, e pôs-se a andar, pois tinha doze anos. E logo foram tomados de grande espanto.

Comecemos por compreender alguns dos significados de termos usados neste texto.
Sinagoga:  A Sinagoga era um local de culto dos judeus mas não só.
Servia de local de Escola Bíblica onde se ensinavam as Escrituras, como também de tribunal para casos judiciais comuns.

Para isso existiam os chamados “Sinedrins” que eram pessoas qualificadas e de destaque nomeadas para julgar. Esse “Sinedrins” compunham o chamado “Sinédrio”

Principal da Sinagoga:  Esse grupo de “Sinedrins” tinha seus presidentes a quem chamavam de “principais da Sinagoga” Não eram sacerdotes ou líderes religiosos mas tinham para além da função de juízes, decidindo e proferindo sentenças, também possuíam lugar de destaque na liturgia da Sinagoga, escolhendo quem lia as Escrituras e fazia outras coisas…

Vemos então que Jairo era pessoa influente e importante na sociedade secular e religiosa daqueles dias.

Nesta história vemos a importância da perseverança para se alcançar a bênção.

Deus espera de nós fé e também perseverança. Fé para a salvação e vida cristã, perseverança para alcançar as Suas promessas.

Vemos que Jairo demonstrou estas duas qualidades, daí, ter recebido resposta ao seu pedido.

Mas vamos ver algumas das incidências que aconteceram e o que elas significam ou nos querem dizer.

O relato de Marcos começa a falar de Jairo e do seu pedido de socorro feito a Jesus, e quando tudo parecia estar a correr de feição, de repente as coisas mudaram.

Em tudo isto havia um propósito e um plano da parte de Deus para Jairo.

1º - PROVAR A PERSEVERANÇA DE JAIRO

2º - MOSTRAR A JAIRO QUE NÃO É ELE QUEM DIZ O QUE JESUS TEM DE FAZER, NEM COMO.

O pedido de Jairo para ser correctamente feito deveria ser feito desta forma: “Senhor, minha filha está morrendo, ajuda-me por favor”

Pelo contrário, Jairo habituado a liderar e mandar, quase trata Jesus como um subordinado. “rogo-te que venhas, lhes imponhas as mãos e a sares” (v 23)

Jairo tinha já idealizado o que Jesus devia fazer. Não é isto que muitas vezes fazemos também quando oramos?

Jairo tentou determinar o método de Jesus agir.

Hoje vemos muitos tentando imitar Jairo, usando e abusando de expressões, de práticas e ensinos que procuram determinar o que Deus deve fazer e como.

(em nome de Jesus eu ordeno… que se faça… que venha isto e aquilo…)

Prega-se muito hoje que todos os métodos são lícitos para anunciar a Cristo, ou para obter bênção de Deus.

Mas não são os homens quem diz o que Deus irá fazer ou a forma que o fará.

Naamã o chefe do exército da Síria no tempo do profeta Eliseu também tentou isto com o profeta.
Ele foi até Israel para ser curado da sua lepra. Então ele imaginava Eliseu numa pose especial, orando e estendendo as mãos sobre ele e curando-o.

Afinal Eliseu manda o seu criado recebê-lo dizendo-lhe que mergulha-se 7 vezes no Jordão e seria curado. (2 Rs. 5)

Vemos então a reacção de Naamã: 5:11 Naamã, porém, indignado, retirou-se, dizendo: Eis que pensava eu: Certamente ele sairá a ter comigo, pôr-se-á em pé, invocará o nome do Senhor seu Deus, passará a sua mão sobre o lugar, e curará o leproso.

Deus é livre de agir e age como bem entende, e muitas das vezes como o homem menos está à espera. O homem tem é que obedecer e esperar Deus agir.

Vemos também pelas palavras de Jairo que ele pretendia uma solução rápida.
Porém, Jesus não tem necessidade de se apressar para fazer alguma coisa, pois para Ele nada é impossível e nunca é tarde demais.

Quando alguém pede algo a Jesus, Ele não fecha por assim dizer o Seu gabinete ou consultório dizendo aos outros: “meus senhores, não posso atender mais ninguém porque tenho de ir a correr a casa de “fulano” (alguém importante).

JESUS É SENHOR DO TEMPO. ELE VAI CALMAMENTE ATENDENDO ESTE, AQUELE, O OUTRO… E NO TEMPO EXACTO, TAMBÉM A NÓS.

35 Enquanto ele ainda falava, chegaram pessoas da casa do chefe da sinagoga, a quem disseram: A tua filha já morreu; por que ainda incomodas o Mestre?

Então vemos que quando parecia que Jesus ia corresponder ao pedido de Jairo aparece uma nova situação e Jesus retarda a sua ida (curando aquela mulher) permitindo assim que a menina morre-se. Isto para pôr à prova a fé de Jairo.

Por vezes estamos suplicando ao Senhor e Ele permite que as coisas ainda piorem mais.
Nós então começamos a pensar: “o Senhor preocupa-se com todos menos comigo…” “o meu problema é mais grave e o Senhor retarda-se com este e aquele…e a mim faz-me esperar”

Chegaram aquelas pessoas dizendo a Jairo que a filha tinha morrido, por isso não adiantava de nada incomodar Jesus.  “Porque ainda incomodas o Mestre?”

Mas Jairo pelo que se percebe não deve ter pensado assim. Ele deve ter pensado que Jesus ainda podia fazer algo, por isso ele não se foi embora.

Certamente que Jairo perante esta noticia quebrou e se esqueceu de quem era e do seu estilo autoritário de quem podia até dar ordens a Jesus, por isso Jesus lhe disse: “Não temas, crê somente”

Então e só depois de tudo isto acontecer, Jesus voltando-se para Jairo diz-lhe: “Vá, Jairo, vamos até tua casa”.

Até ali era Jairo que quase arrastava Jesus até sua casa. Agora é Jesus quem toma Jairo e o leva.

É assim que terá de ser. Muitas vezes precisamos aprender esta lição, de que não somos nós que determinamos o que Deus faz, nem a hora ou a forma como faz.

Se como Jairo, nós acharmos que Jesus ainda pode fazer algo apesar das coisas terem piorado, e não ficarmos murmurando que Jesus não nos atende… concerteza que na hora que Ele sabe que é a mais apropriada, Ele se voltará par nós e responderá à nossa súplica.

Temos orado a Deus tantas vezes ou há tanto tempo e achamos estar à espera há demasiado tempo?

Não sabemos porquê? Talvez porque ainda temos algo a aprender com essa provação que veio à nossa vida, ou porque Deus está à espera para nos mostrar o Seu poder de uma forma mais maravilhosa que aquilo que nós esperávamos ver.

Porque incomodas o Mestre?

Vemos aqui uma figura do trabalho de Satanás, que é procurar que desistamos.

Por  vezes nós oramos pedindo para nós ou intercedemos por outros e as coisas parecem não correr bem e o diabo começa a segredar-nos, ou então usa outros dizendo-nos: “O teu caso é um caso perdido, sem solução… porque incomodas o Mestre?”

Quando isto acontecer precisamos recordar Jairo, sendo perseverantes na oração e firmes na fé.

Em casa de Jairo

v. 39 - E, entrando, disse-lhes: Por que fazeis alvoroço e chorais? a menina não morreu, mas dorme.40 E riam-se dele;…

Na casa de Jairo havia muita gente. Certamente vizinhos, amigos familiares… todos lamentavam o sucedido, chorando e pranteando.

De repente Jesus diz uma coisa para eles absurda e eles começam a zombar de Jesus.
Esta atitude zombeteira destas pessoas, não era mais que uma tentativa para fazer Jairo desacreditar de Jesus.

Quase sempre é isto que acontece. Quando alguém começa a acreditar em Jesus, as pessoas mais próximas são logo as primeiras a querer nos fazer desacreditar.

Jairo mais uma vez não se deixou influenciar, não duvidando do poder de Jesus.

Quando nós falamos da nossa fé em Jesus e do que Jesus fez e ainda vai fazer na nossa vida e as pessoas se rirem, isso é uma tentativa para que desistamos de confiar em Jesus.

Nessa hora pensemos em Jairo e de como ele foi com Jesus até ao fim, mesmo apesar de que as circunstancias e os factos eram adversos.

As coisas até podem estar a piorar. As pessoas a zombar, mas nós  não  devemos esquecer das palavras de Jesus: “Não temas, crê somente”

Foi apenas isto que Jesus disse a Jairo e bastou para ele.  Não lemos que Jesus lhe tivesse dito o que ia fazer, a não ser: “Não temas, crê somente”

Jairo confiou e por isso recebeu a bênção de um dos maiores milagres de Jesus.

Precisamos aprender com Jairo e saber que só uma fé perseverante alcança de Deus a bênção.

Se queremos ver o poder de Deus agindo em nossa vida, precisamos ser perseverantes na fé em qualquer situação, mesmo se tudo nos parece indicar que não vamos obter o que desejávamos ou pedimos.

Que Deus nos ajude na nossa incredulidade. Amén  

(C.A.Oliveira – Junho 2009)
 
© 2007 Igreja Evangélica em Algeriz