powered_by.png, 1 kB
INÍCIO seta MENSAGENS seta HAJA LUZ
HAJA LUZ PDF Imprimir e-mail

Genises 1:1-4 / 3:15
Quando Deus criou o Universo, em particular o nosso Planeta, Ele tinha um projecto bem definido em vista.
Ao analisarmos a imensa criação de Deus, percebemos que Ele tinha na Sua mente criar galáxias, estrelas, planetas, os mares e tudo que vemos e não vemos, mas quando lemos interessadamente o relato Bíblico da criação de Deus, nós percebemos que o Seu objectivo principal, éramos nós os seres humanos.
 
Por si só isto deveria ser já suficiente para o Homem amar a Deus e pensar o melhor acerca dele.

Infelizmente não é isto que sucede, pois o Homem quanto mais conhece, mais se distancia de Deus, e mais pensa mal de Deus, sendo muitos até que dizem que Deus nem sequer existe.

Além de Deus ter como objectivo principal o Homem, Ele não só queria criar o Homem, mas muito mais que isso.

Deus queria ter íntima comunhão com o Homem, mas uma comunhão que fosse bem forte e estreita, como também ininterrupta. Ou seja, que fosse eterna.

Vamos começar por analisar algo sobre o que aconteceu com a terra e que está escrito aqui em Génesis 1, para depois vermos as semelhanças com o estado espiritual do Homem após a sua queda devido á desobediência que teve para com Deus, e que veio estragar aquilo que era o projecto original de Deus para o Homem.

Nós lemos que quando Deus resolveu criar o Homem, Ele quis antes disso preparar-lhe um lugar, o mais belo e aprazível possível, para ele viver.

Como lemos, esse lugar – a Terra, estava mergulhada no caos e em trevas. O texto diz-nos que a Terra era sem forma e vazia.

Deus então começa a Sua obra iluminando a Terra, criando a luz.

Luz é o sinal e origem de vida, a inexistência de luz produz morte, mas Deus pretendia fazer muito mais que iluminar a Terra.
Deus então separou as águas criando a parte seca. Fazendo a Terra girar fez com que houvesse o dia e a noite. Depois criou a Eva e as àvores. Criou o sol para aquecer de modo a que a vida se desenvolvesse. Criou também a lua e as estrelas.

A seguir e porque já estavam cridas as condições para isso, Deus criou os animais.

Para concluir Sua criação, Deus então criou o homem e a mulher.

Tudo estava perfeito e assim deveria continuar.

Porém Deus, que não é um ditador, nem queria para si um Homem que fosse por Si manipulado, deu-lhe a capacidade de pensar e agir por vontade própria. Ou seja, deu-lhe livre arbítrio.

Para Deus a comunhão com o Homem só teria sentido se fosse realizada de forma livre e espontânea da parte do Homem, por isso deixou nas mãos do Homem a liberdade de escolha.

Apenas requereu da parte do Homem como condição UM único requisito ou mandamento; não comer do fruto de uma das árvores daquele lugar delicioso onde fora colocado.

Lemos então o que aconteceu. Adão deixou-se enganar pelo inimigo de Deus e quebrou o acordo que tinha com Deus, de que dependia a continuação da comunhão entre ambos.

A partir daí sucedeu o que de pior podia ter acontecido. O pecado passou a fazer parte do Homem e devido à santidade de Deus, deixou de haver toda e qualquer possibilidade de Deus ter comunhão com o Homem.

Devido a isso Deus teve de afastar o Homem da Sua presença, condenando-o à perdição eterna.

Mas logo ali perante tão grande tragédia, Deus revela Sua misericórdia para com o Homem e começa um novo projecto a favor do Homem agora caído em desgraça.

Assim como estava a Terra em Gn. 1:2, vazia e em trevas e no caos, espiritualmente falando, assim passou o Homem a estar também.

Devido ao pecado o Homem ficou sem vida e imerso nas mais profundas e densas trevas. Mas como disse, Deus nesse mesmo dia começou a trabalhar para que fosse possível o Homem ser resgatado e sair do estado em que caiu.

Em Gn. 3:15 Deus prometeu resgatar o Homem. Lemos ali e depois isso é confirmado em toda a Bíblia, que quem haveria de resgatar o Homem seria o Senhor Jesus, o qual já veio há 2000 anos e realizou a obra da redenção, morrendo na cruz do calvário para remir o Homem do seu pecado.

Apesar disso, tal como após Adão, como de há 2000 anos para cá, podemos ainda hoje dizer que o Homem na sua maioria se encontra em trevas.

Encontra-se em trevas porquê? Encontra-se em trevas porque tem rejeitado a luz que é Jesus.

Mesmo que a maioria das pessoas diga que crê em Deus e em Jesus, nós pela palavra de Deus vemos e sabemos que eles não querem nada com a luz.

Eles até mesmo fogem da luz, porque como diz em João 3:19 “a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas, porque as suas obras eram más”

No verso 20 diz que, “ aquele que faz o mal aborrece a luz, e não vem para a luz, para que as suas obras não sejam manifestas”

É esta a verdadeira razão porque os homens não querem um compromisso sério e verdadeiro com a luz. Por causa dos seus pecados que eles não querem abandonar.

Muitos até conseguem adoptar preceitos cristãos, mas só os que não choquem com suas práticas e desejos carnais pecaminosos, mas tal cristianismo não existe e é falso. São joio no meio do trigo, que um dia será arrancado e lançado no fogo.

Se alguém deseja voltar ao estado em que Adão estava antes de pecar, terá de permitir que amar a luz que é Jesus e permitir que Ele entre na sua vida e a dirija.

Esta é a luz que todo o Homem precisa. A luz como sabemos põe tudo a claro.

Quando se anda no escuro podemos até ouvir, falar e sentir, mas há coisas que não conseguimos fazer e que são importantes e essenciais.

No escuro nós não podemos ver e por isso não temos uma boa orientação. Se nos começarmos a mover o mais certo acontecer é tropeçarmos e cairmos.

Por esta razão todo o Homem que deseja chegar-se a Deus para livrar-se dos seus pecados, só tem uma ÚNICA opção; receber a luz que é Jesus.

Nicodemos um dia foi falar com Jesus para lhe perguntar como podia ver o Reino de Deus. Jesus respondeu que para isso, ele precisava nascer de novo.

O Homem pecou tendo morrido espiritualmente, por isso tem necessidade de ser criado de novo. Não de reencarnar fisicamente, mas de nascer de novo espiritualmente.

De nada valerão os esforços do Homem para se melhorar a si mesmo, para dar uma melhor imagem de si, porque Deus vê tudo. O Homem terá de ser criado de novo e criar é algo que só Deus tem poder.

Por isso esta obra terá de ser de Deus e não do Homem.
 
Como Deus prometeu a Adão em Gn. 3:15, “alguém haveria de se levantar da semente da mulher, para derrotar Satanás e o pecado”.

Este alguém foi Jesus e o cumprimento dessa promessa aconteceu quando ele deu a Sua vida e o Seu sangue, purificando-nos dos nossos pecados.

Por isso é que nós lemos em todo o N.T. que estar em Cristo é estar livre de condenação, é estar livre de pecado, é estar salvo e é ser uma NOVA criatura.

O Homem pode ter muito conhecimento de Cristo e até afirmar que crê que Ele morreu por seus pecados, mas se essa pessoa não se render a Jesus, deixando que Ele transforme a sua vida e fazer dele uma nova criatura, vai continuar nas trevas não sabendo para onde vai, sempre caindo, e caindo, e caindo… até ao tombo final que será no inferno.

Para terminar gostaria de dizer que Deus ficou muito triste com a queda de Adão, por isso logo prometeu reparar a situação.

Deus também não quer ou tem prazer em condenar seja quem for. Por isso Ele ofereceu Jesus como Cordeiro para tirar o pecado do mundo. Ou seja, de todo o ser humano sem distinção.
A mensagem que eu tenho para alguém que ainda não recebeu esta luz que é Jesus, é que aceite esta oferta de graça que Deus quer dar a todos.

Deus diz ao Homem que se arrependa e converta dos seus pecados, mas que o faça quanto antes, porque essa decisão deve ser feita neste mundo e ninguém sabe se o amanhã virá, nem sequer o mais logo, e se adiarmos corremos o risco de perder a oportunidade e isso será terrível, porque terá consequência eterna.

Que Deus ajude alguém que ainda não tomou esta decisão a fazê-lo hoje mesmo para seu bem e para grande prazer de Deus e dos anjos lá no céu.

Que assim seja. Amén.

Carlos A. Oliveira
Janeiro 2010
 
© 2007 Igreja Evangélica em Algeriz