powered_by.png, 1 kB
INÍCIO seta MENSAGENS seta UM HOMEM CHAMADO ZAQUEU - 2
UM HOMEM CHAMADO ZAQUEU - 2 PDF Imprimir e-mail

Lucas 19:1-10
Gostaria de falar-vos sobre um homem chamado Zaqueu.
O nome Zaqueu significa “justo ou puro”. Muitas vezes acontece alguém ter um nome que aparentemente está de acordo consigo, em que se diz que aquela pessoa nada tem que se lhe aponte. Outras vezes, o nome que essa pessoa tem não corresponde ao que ela é na prática. (por vezes não aparentamos o que somos, parecendo justos quando na verdade estamos cheios de impureza)

Ainda que segundo os padrões dos homens possamos ser considerados justos, na verdade e segundo os padrões de Deus a realidade é bem diferente. Segundo Deus diz na Sua palavra, não existe um justo sequer, e porque é assim, todos os seres humanos precisam passar pela experiencia que Zaqueu passou e nos é relatada em Lucas 19:1-10.

Vemos pelo relato de Lucas que um dia Zaqueu teve um encontro com Jesus e isso produziu uma tremenda mudança na sua vida.

Quando alguém tem um encontro real e verdadeiro com Cristo, a vida dessa pessoa irá ter uma enorme mudança.

Mas que tipo de mudança será essa? Claro que terá de ser uma mudança para muito melhor, chamada de mudança positiva.

Por vezes, por várias razões e motivos dão-se mudanças em nossa vida, umas positivas, outras negativas. Quando alguém tem um desejo sincero de se encontrar com Jesus e de o conhecer como Deus e Salvador, sua vida mudará positivamente, não apenas no sentido de ser uma pessoa melhor ou mais justa, mas essa pessoa passará a ser UMA NOVA PESSOA.

A pessoa passará a ter um novo coração, uma nova mente, novos objectivos e um novo DESTINO. Ela passará a caminhar não em direcção ao inferno como antes, mas na direcção do céu.

v. 1 – Jesus entrou em Jericó.

A cidade de Jericó é muito famosa na Bíblia. Quando Josué conduzia o povo de Israel para entrar na Terra de Canaã, Jericó foi logo o primeiro e grande obstáculo que os impedia de entrar e tomar a terra Prometida.
O povo com Josué rodearam Jericó durante 7 dias e Deus destruiu aquela cidade para que seu povo entrasse. 

Depois disto, Deus disse que esta cidade seria maldita. Jericó é uma figura deste mundo que foi amaldiçoado por causa do pecado de Adão, mas o Senhor Jesus por causa de cada um de nós, mesmo assim resolveu entrar neste lugar maldito para nos abençoar.

Zaqueu era o tipo de pessoa que todos diriam que jamais iria mudar. Entre os judeus, os publicanos estavam considerados entre os maiores pecadores (ladrões e traidores).
Por vezes nós achamos que certas pessoas por serem muito pecadoras, nunca se converterão a Cristo. 
Para Cristo não há impossíveis e não somos nós que podemos dizer quem são os que estão mais perto da salvação.

Por vezes conhecemos pessoas que parecem ter tudo para aceitarem a Cristo e serem salvas. No entanto, talvez por isso mesmo elas rejeitam serem salvas e caminham a passos largos para a perdição.

Jesus tem poder para salvar seja grandes ou pequenos pecadores, o problema está no pecador, que muitas vezes por se achar pouco pecador, pensa poder salvar-se a si mesmo, ou por se achar muito pecador pensa não haver salvação para ele e assim é enganado pelo diabo que o leva para o inferno.

v. 3 – Zaqueu queria conhecer Jesus. 

Eis aqui o passo principal e decisivo para que alguém seja salvo; o desejo de conhecer Jesus.  

Porém, haviam duas coisas que o impediam de se aproximar de Jesus e o conhecer.

São duas coisas que impediam Zaqueu e impedem todos os seres humanos. A multidão e a sua estatura.

A multidão ilustra os impedimentos externos. Este é um dos dois obstáculos que impede o homem de ir a Cristo. É a sociedade, o nosso emprego ou negócio, os amigos, a família, em suma, todas as circunstancias que nos rodeiam, etc. etc.

Por vezes as pessoas chegam mesmo a dizer: eu queria conhecer a Cristo, mas devido a isto ou aquilo relacionado com a vida pessoal ou familiar, eu não posso…

A estatura. Zaqueu por ser baixo estava limitado para poder ver Jesus.

A baixa estatura de Zaqueu ilustra seus impedimentos internos. O homem por vezes procura ver e conhecer a Cristo mas encontra estes impedimentos internos.

Ele olha à sua volta e acha ser demasiado pecador para merecer chegar perto de Jesus ou que sequer Jesus olhe para ele. Então o homem desiste, pois começa a pensar que Jesus veio a este mundo mas não por ele.

Pensar assim é errado. Se pensas que és demasiado pecador para que Cristo te aceite, está enganado, porque Jesus, Ele mesmo o disse, que veio para salvar os maiores pecadores e não os que se julgam justos. Esses não precisam de “médico”, mas sim os doentes precisam de “médico”.

Se te consideras pecador só precisas vencer esse teu impedimento como fez Zaqueu. De outro modo, Jesus irá passar por ti e tu não terás um encontro com Ele, e isso vai ser terrível para ti.

v. 4 – Zaqueu subiu a uma árvore. (figueira)

Zaqueu foi homem inteligente. Foi só trepar para uma árvore e o problema ficou resolvido. (Israel é retratada na Bíblia como figueira, mas como sabemos desde há muito que Deus lhe retirou seus privilégios)

Para nós hoje a figueira aqui pode muito bem ilustrar a Igreja. Os justos são considerados na Bíblia como sendo árvores. A árvore serviu de ajuda a Zaqueu proporcionando-lhe ver Jesus de perto.

A Igreja existe para isto também; ajudar as pessoas a verem Jesus de perto. A Igreja não salva, apenas pode ajudar-te a ver Jesus da perspectiva correcta aproximando-te dele.

No entanto, poderás ter o desejo de ver Jesus estando na Igreja, mas isso só não basta. Terás de ter um encontro pessoal com Jesus e isso é que fará a diferença.

v. 5 – Jesus olhou para cima…

Jesus viu a Zaqueu mesmo no meio da multidão.
Zaqueu quis ver Jesus, mas Jesus também procurava Zaqueu ainda que no meio daquela multidão e por entre as folhas e ramos daquela figueira.

Isto significa que Jesus nos conhece e sabe dos nossos desejos e das nossas dificuldades em o conhecermos, por isso quando nós vencemos os obstáculos que nos competem, Ele vem ao nosso encontro e auxilio.

v. 5 – Zaqueu desce depressa… 

Jesus passa junto à figueira, olha para cima e fala com Zaqueu e diz-lhe: “desce depressa, pois hoje vou ficar em tua casa…”

Jesus quando chama por alguém nunca diz: “ eu logo, amanhã, na próxima semana, no próximo mês, no próximo ano… quero entrar em tua casa”

Jesus sempre tem pressa de salvar, porque mais logo pode ser tarde.

O texto não nos diz, mas é legitimo imaginarmos que Zaqueu não estava só em cima daquela árvore. Talvez outros ali estivessem, mas Jesus chamou apenas Zaqueu.
Se Jesus te está a chamar nunca olhes se os outros também são chamados, nem a tua decisão de responder à chamada fique dependente dos outros. Se Ele te chama, vai sem olhar se os outros vão ou ficam. Aos outros Jesus irá chamar na hora certa.
Gostaria ainda de salientar que não basta estar na Igreja no meio dos crentes. Precisamos estar prontos a receber Jesus em nossa “casa” – nossa vida.

Muitos só querem um relacionamento com Jesus de forma religiosa. Ir à igreja até com regularidade, mas a partir daí Jesus não tem mais qualquer interferência na sua vida. Seja no seu tempo, no seu dinheiro, etc.

São pessoas muito religiosas e formais cumprindo seus deveres de ir à igreja nos dias habituais de cultos, mas nada mais que isso. Se há algo especial estão sempre ocupados ou comprometidos, não tem tempo para visitar um irmão doente, para um funeral de um irmão, para dar uma palavra de conforto a quem esteja a passar por uma dificuldade, nunca assumem uma responsabilidade na igreja, nunca ajudam financeiramente ninguém, pois acham que isso é responsabilidade dos outros…

Jesus espera e quer mais que isso. Ele quer entrar na “casa” (vida) de cada um e mudar nossa vida, sendo Senhor de nós e do que temos.

v. 6-10

Aqui está o resultado e efeito de Zaqueu ter recebido Jesus em sua “casa”.

Só quando Zaqueu deixou Jesus entrar em sua “casa” (coração), ele teve verdadeira convicção do seu pecado e de quem era Jesus.

Podemos até ter desejo de conhecer Jesus e já termos vencido os obstáculos que nos impediam de o ver. Podemos até já estar na igreja, mas se ainda não recebemos Jesus em nossa “casa” e comemos à mesa com Ele, a salvação ainda não chegou a nós.

Somos meros curiosos ou religiosos que procuramos um Jesus que não nos faça mudar nada nem repartir o que temos com ninguém.

Conclusão.

Foi durante este encontro entre Jesus e Zaqueu em sua casa e durante o jantar que Zaqueu se LEVANTOU (levantar significa mudar de atitude e agir) e voltando-se para Jesus lhe confessou os seu pecados, e segundo a declaração de Jesus, Zaqueu foi salvo.

Em Ap. 3:20 Jesus diz: “eis que estou à porta e bato, se alguém ouvir minha voz e abrir a porta, eu entrarei em sua casa, com ele cearei, e ele comigo”

Zaqueu tomou a decisão acertada fazendo a melhor escolha. 

E tu, já tomas-te a tua decisão?

Que Deus abençoe todos nós. Amén 

Agosto 2009 
Carlos A. Oliveira
 
© 2007 Igreja Evangélica em Algeriz